SEO by BYDAS

Lifestyle Online Shop Portuguese Food Luxury Goods Portuguese Wine Portuguese Lifestyle Vinho verde Lifestyle Store Lifestyle Shopping Lifestyle Cutlery Personal Luxury goods leather goods Lifestyle Design Furniture Luxury Cutlery luxury Portuguese goods Lifestyle Online Shop Portuguese Food Luxury Goods Portuguese Wine Portuguese Lifestyle

Port Wine Glass by Alvaro SizaVision: Our vision is the first sense to como into play. We can detect all the vibrant spectrum of colours and intensity within a wine, as well as the "lagrima" or "legs".To most appreciate these aspects, the glass must be clear and free of any decoration or defects, you should be in a well lit area and able to hold the glass against a white background.

Smell: Aroma is vitally important  when evaluating a wine, as it can be sued do detect both virtues and defects.First, evaluate the port´s bouquet before the wine is swirled in the glass, to assess the most volatile aromas. Then, after swirling the wine to release the more delicate aromas, the full complexity of the port´s bouquet can be experienced. Spices, fruits, flowers and roasted coffee are just some of the aromas that might be detected. The ideal glass should have a tulip shaped bowl, to make it easier to swirl the wine and the concentrate its aromas.

Taste: This is the ultimate stage of wine appreciation, when the impressions gained through sight and smell are tested. Aside from the basic flavours: sweetness, saltiness, acidity and sourness, a wine´s astringency ( sense of dryness and bitterness), structure 8 complexity) and finish (after taste) can be assed.

---------------

Visão: A primeira impressão sobre um vinho é dada pela visão. Através dela é apercebida a limpidez, tonalidade e intensidade de cor, efervescência (que não deve existir num Vinho do Porto) e a lágrima. Para se conseguir uma boa apreciação, deve-se provar num local bem iluminado e contra uma superfície branca. O copo utilizado deve ser transparente, incolor e sem riscos.

Olfacto: Trata-se de um passo crucial na avaliação de um vinho. Aqui se identificam as suas virtudes e defeitos. O aroma deve ser apreciado em repouso, no qual se detectam os compostos mais voláteis, e após agitação, que levará à  libertação de compostos menos voláteis. É possível encontrar num vinho odores tão diversos como os de frutos, de especiarias, de torrefação de café ou de flores. O copo ideal tem a forma de tulipa para concentrar os aromas do vinho e permitir a sua agitação sem entornar.

 Gosto: É a etapa final da prova que confirma, ou não, as impressões da visão e do olfacto. Nesta fase, além dos sabores básicos - doce, ácido e amargo - é avaliada a adstringência ( sensação de secura e amargor), a estrutura, o equilíbrio e a persistência ( gosto remanescente) de um vinho. Contribui, ainda, para o gosto, o aroma de boca que é apercebido pelo olfacto, por via retronasal.

Comments

Leave a comment